08.04.2016 - 11.04.2016

 

CARTAZ_AGROFLORESTA

 

Agrofloresta e a função ecológica do homem no planeta

De 8 ao 11 de abril

Ecologicamente nosso papel poderia ser definido como dispersor de sementes por esse planeta, o animal que mais transportou e multiplicou a vida, temos a possibilidade de deixar uma herança mais valiosa as próximas gerações do que mais florestas? Florestas de frutas, de medicinas, de todos os recursos que precisamos para viver.

Esse curso traz uma reconexão com a nossa essência de jardineiros nesse paraíso que é a Terra. Vamos ver e experimentar juntos os aprendizados que a floresta nos traz e o sentido espiritual de se plantar florestas nesse momento para a humanidade. No curso vamos explorar de forma teórica e prática técnicas de planejamento e plantio de sistemas agroflorestais, criação de “jardins comestíveis”, técnicas de adubação verde, reconhecimento de espécies nativas, identificação e usos de PANC’s (Plantas Alimentícias Não Convencionais). Além da parte técnica, teremos palestras e vivencias de reconexão com a terra. O curso propõe uma tomada de consciência e auto-responsabilidade sobre o nosso estar no planeta.

Custo

600 reais – Inclui hospedagem em quarto duplo – Casa Floresta, e alimentação pelos 4 dias

Os participantes devem chegar dia 7 e partir dia 12.

Facilitadores

Jorge Ferreira – Paraty

Jorge ferreira criado em Paraty no sítio São José, auto-didata, teve a sua infância em meio a floresta primária do parque nacional serra da bocainas, sempre trabalhando com a terra junto com sua família, aonde tinha como primor a sustentabilidade e relação harmoniosa com a natureza, trabalhando com agrofloresta ha 15 anos e com forte experiência em planejamentos, implantação e manejo agroflorestal. Estudando há mais de 10 anos botanica pratica, taxonomia, na pesquisa de plantas medicinais nativas da mata Atlântica, frutíferas, e plantas alimentícias pancs, no foco gastronômicos.

Maíra Sagnori de Mattos – Piracanga

Maíra Sagnori de Mattos é graduada em Ciencias Biológicas – Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tendo forte experiencia com a extensão universitária e atuando nos seguintes temas: educação ambiental, agroecologia e permacultura. Possui experiências em implantação e manejos de agroecossistemas e recuperação de áreas degradadas. Experiências no tema agricultura familiar, atuando junto à cooperativas e associações de agricultores da região periurbana do Rio de Janeiro. Bem como boa experiencia em comunidade tradicional (caiçaras)

Atualmente vive em Piracanga ecovila na Bahia e é guardiã da Escola da Natureza, núcleo que desenvolve alternativas sustentáveis para questões práticas em sustentabilidade e oferece cursos de permacultura e vivencia em comunidade. (da pra ficar mais sucinto)

Para mais informações escrever para

escoladanaturezapiracanga@gmail.com

Data de chegada e saída

Devido à nossa localização, você precisa se organizar para chegar no dia XX e sair no dia YY. Assim você não perde nenhuma das atividades. Se quiser aproveitar mais, pode pedir diárias extras tanto antes como depois.