Uma ação para honrar e valorizar a cultura e a ancestralidade

Existem várias formas de espalhar o amor pelo mundo. Uma delas é promover a troca de experiências ao aproximar povos, enriquecendo culturas e valorizando nossa ancestralidade. É exatamente isso que tem sido feito por dois ex-participantes da Universidade Viva Inkiri – Alessandro Carvalho, 24, e Diana Paris, 21 – junto ao povo indígena Huni Kuin, que vive no meio da floresta amazônica, fronteira entre o Brasil e o Peru, no…